13 de ago de 2007

Anti-Semitismo


O anti-semitismo não foi uma invenção do Nazismo, embora tenha sido justamente na Alemanha, por volta de 1880, que apareça a palavra "Antisemitismus", encontrando rápida difusão. Os mais importantes dicionários da época definem o termo como movimento de opinião contrária aos judeus e, atualmente, registram anti-semitismo como doutrina ou atitude de hostilidade em relação aos judeus. Porém, a realidade do anti-semitismo precedeu historicamente o aparecimento do vocábulo. Na verdade, embora o aspecto especificamente racista do anti-semitismo tenha só aparecido na primeira metade do século XX e constituído-se em uma de suas últimas formas, a hostilidade contra os judeus, de ordem religiosa, é muito mais antiga. Resta, então, definir o objeto desse anti-semitismo, o judeu. "Judeu" é uma pessoa ligada a um povo ou a uma religião, porém nos dicionários sempre reaparece o preconceito - judeu é associado frequentemente à mesquinhez e avareza. Isso explica porque no século passado muitos franceses tenham preferido ser tratados de israelitas, o que tinha um ar mais conveniente e "assimilado", a serem chamados de judeus.

Recomendação do dia: o livro "O que deu errado no Oriente Médio?", de Bernard Lewis, Jorge Zahar Editor, onde esse especialista em estudos sobre o Oriente Médio procura decifrar e explicar a tensa relação entre o Islã e o Ocidente.